Compartilhe:


Para votar no próximo dia 15 de novembro, data do primeiro turno das eleições municipais de 2020, não basta apenas na sua seção eleitoral com os candidatos a prefeito e vereador em mente. Antes disso, é preciso separar também os documentos necessários para apresentar à equipe de mesários. E embora o título de eleitor seja o primeiro que venha à mente de todo mundo, ele não é obrigatório e nem o mais importante. No dia da votação, o fundamental é que todo eleitor apresente um documento oficial com foto.

Confira dos documentos que você pode usar:

  • Carteira de identidade;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Carteira de trabalho;
  • Passaporte;
  • Carteira de categoria profissional reconhecida por lei;
  • Certificado de reservista;
  • Documento Nacional de Identidade.

O importante é que esse documento tenha foto para provar que você é quem diz ser e, assim, evitar possíveis fraudes eleitorais. Desta forma, não são aceitos certidões de nascimento ou casamento, por exemplo.

Isso significa que o título de eleitor é muito mais um complemento do que um documento realmente essencial no dia da eleição. Isso porque ele não traz essa foto, mas traz todos os dados sobre onde você vai votar, como a zona e a seção eleitoral.

Pelo celular

Uma alternativa mais tecnológica para o dia da eleição é o aplicativo e-Título, disponível para sistemas Android e iOS. O aplicativo foi desenvolvido pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e traz todas as informações necessárias para o dia da eleição, como os dados da sua seção e até mesmo informações pessoais e foto para quem já fez o cadastro biométrico no TRE de seu estado. Se for o seu caso, o app é tudo o que você precisa apresentar ao mesário.

Já para quem não fez o cadastro biométrico, o e-Título, também pode ser usado. No entanto, neste caso, ainda vai ser preciso de um documento oficial com foto para comprovar que você é você mesmo.

Eleições Eleições 2020

Compartilhe: