Compartilhe:


Para que tudo corra bem durante o dia da votação, em 4 de outubro, é preciso muito mais do que eleitores engajados e candidatos prontos a cumprir suas promessas. Antes de tudo, é necessário uma equipe preparada de mesários para receber quem for votar, fazer a conferência para evitar fraudes e garantir que tudo saia de acordo com o esperado. Muitos desses mesários acabam sendo convocados pela Justiça Eleitoral, mas também é possível que você seja voluntário.

Para isso, é preciso se inscrever no programa Mesário Voluntário no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de seu estado. Você pode conferir a relação completa das páginas aqui.

A partir disso, basta apenas preencher um formulário com suas informações pessoas, incluindo nome completo e formas de contato, como telefone celular e email. Vão ser por esses canais que a Justiça Eleitoral vai entrar em contato. Também é preciso informar o número de seu título de eleitor.

A única exigência é que o voluntário seja eleitor do estado em que vai se alistar. Ou seja, caso você vote em São Paulo e esteja morando no Rio de Janeiro, não poderá se voluntariar. O cadastro só será válido se você fizer isso em seu estado de origem — ou seja, São Paulo.

Quais são os critérios de escolha

O Código Eleitoral estabelece que os mesários serão nomeados, preferencialmente, entre os eleitores da própria seção e, dentre estes, os que tenham nível de escolaridade superior, os professores e os serventuários da Justiça.
São impedidos de atuarem como mesários:

– os candidatos e os seus parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau, inclusive, bem como o cônjuge ou o companheiro;
– os membros de diretórios de partidos que exerçam função executiva;
– as autoridades e os agentes policiais, bem como os funcionários no desempenho de cargo de confiança no Poder Executivo;
– os que pertencem ao serviço eleitoral;
– os eleitores menores de 18 anos;
– os que exercem cargo comissionado nos municípios, nos estados ou na União.

Não podem ser nomeados para compor a mesa:

– os que tenham entre si parentesco em qualquer grau;
– os servidores de uma mesma repartição pública (desde que trabalhem no mesmo recinto) ou de empresa privada.

 

Eleições Eleições 2020

Compartilhe: