Compartilhe:


A cada nova eleição, o velho debate sobre os votos nulos voltam à tona. Mas afinal, como é que você pode anular o seu voto na hora de ir à urna? O voto nulo é tido por muitos como uma forma de protesto. Simbolicamente, ele significa a falta de candidatos que representem o eleitor em uma determinada eleição. No caso das disputas municipais de 2020, é como se nenhum dos candidatos a prefeito de sua cidade representasse a forma com que você acha que a prefeitura deveria ser administrada. Assim, ao invés de depositar seu voto de confiança em algum deles, você simplesmente anula seu voto como uma forma de protesto.

E o processo de anular um voto é bastante simples: na urna eletrônica, basta inserir o número que não seja de nenhum candidato que esteja participando das eleições. Inserir 00, por exemplo, é uma forma bastante rápida de anular seu voto para prefeito por exemplo, já que não há nenhum partido no Brasil que utilize essa combinação numérica. Para vereador, é o mesmo processo.

Para que serve o voto nulo

Como dito, o voto nulo serve como uma forma de protesto no dia da eleição. Contudo, em termos práticos, ele não serve para nada. Isso porque esse tipo de voto não é computado na contagem final de votos, uma vez que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) só utiliza os chamados votos válidos para definir quem está ou não eleito. Assim, quando você está anulando o seu voto, você apenas deixa claro que não quer participar da escolha.

Isso acontece por causa do texto da Constituição de 1988, que deixa claro que o candidato só é eleito caso tenha “a maioria dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos”. Isso significa que ele não é levado em consideração na contagem final dos votos.

Eleições Eleições 2020

Compartilhe: